terça-feira, 5 de outubro de 2010

CARTA ABERTA A BRUNO MOURA

Caro Bruno Moura
Dirijo-me a si publicamente para lhe dar os parabéns:
- Pela coragem, ambição e honestidade que revelou ao assinar pelo Santa Clara;
- Pela forma determinada com que aceitou o desafio que lhe foi proposto, tendo em conta as extraordinárias dificuldades inerentes ao mesmo. A história do Santa Clara tem sido pródiga em situações como aquela que se lhe depara: projecto novo, equipa nova e objectivo de construir bases para subir em três anos. A diferença é que esta época a fasquia está demasiado alta e a pressão é para subir já, o que introduz um factor acrescido de stress;
- Pelas condições que lhe são confrontadas: construir uma equipa do nada constituída por jogadores baratos e acessíveis, obter resultados já e valorizar jogadores para vender. Não há aqui nenhuma crítica à Comissão de Gestão pois a herança que recebeu já bastante de trás não permite veleidades uma vez que o que está em causa é a própria sobrevivência do clube. E aqui a questão que pretendo sublinhar é justamente a sua atitude solidária com a referida Comissão;
- Pelo seu discurso transparente, realista, contentor e apaziguador de eventuais ansiedades e ainda de superior inteligência, sem ocas e vãs ambições nem de lamentável auto-comiseração;
- Pelos resultados que tem conseguido de forma progressiva, consistente e sem desânimos;
-Pela forma cuidadosa mas assertiva como tem blindado o balneário às vicissitudes financeiras - de carácter transitório, esclareça-se - do clube.

Apesar de não ter visto ao vivo o jogo com o Covilhã, pois vivo em Lisboa, vi um resumo na "TVGOLO" e aquilo que pretendo salientar é um aspecto de grande importância que foi dado observar a quem viu o jogo e que constitui, quanto a mim, o corolário do excelente trabalho que tem feito com a equipa. Refiro-me concretamente à forma efusiva, solidária e empenhada como todos os jogadores (titulares e suplentes) comemoraram os golos.

Tal como tem acontecido nos últimos anos, terei, juntamente com outras pessoas, a oportunidade de ir apoiar a equipa nos jogos fora sempre que tal for possível.

Finalmente faço votos para que se esteja a ambientar bem a Ponta Delgada e que com esta sua passagem pelo Santa Clara seja possível concretizar o objectivo inicialmente aspirado: que ambos, Bruno Moura e Santa Clara saiam vencedores deste difícil mas estimulante desafio.

Com os meus melhores cumprimentos
João Carlos Melo

fonte: http://cdsantaclara1.blogspot.com/

Um comentário:

Anônimo disse...

que falta ao santa para finalmete subir? Ano após ano falha a subida. fazem falta a superliga