terça-feira, 9 de novembro de 2010

CD Fátima perdeu com o Trofense

CD Fátima a defender - Blog Sou Trofense

Estádio Municipal de Fátima
CD Fátima 0 - 2 CD Trofense
Árbitro: Cosme Machado (Braga)

Marcadores: 0-1 Moustapha, 44', 0-2 Varela, 70';

CD Fátima: Filipe Leão, Bruno Mestre, Veríssimo, João Pereira, Neto (Rafael Costa, 46), Jorge Neves, Edson Cruz (Moreira, 51), Rui Baião, Yartey, Nuno Sousa (Miguel Neves, 68) e Mauro Bastos.
Suplentes: Sérgio, Pina, Rafael Costa, Miguel Neves, Varela, Moreira e Evandro Brandão.

Trofense: Alex Alves, João Dias, Pedro Ribeiro, Luís Eduardo, Igor, Tiago, Varela, Moustapha (Zé Manel, 90+2), Sérginho (Licá, 70), Nildo e Bahin (Filipe Gonçalves, 77).
Suplentes: Janota, Caicó, Filipe Gonçalves, Zé Manel, Licá, Reguila e Ouattara.


O Trofense venceu este domingo o Fátima por 2-0 em encontro da 7.ª jornada da Liga Orangina, alcançando a primeira vitória na condição de visitante.
Moustapha, aos 44 minutos, e Varela, aos 70', aproveitaram os erros defensivos dos ribatejanos para construírem o resultado que permitiu ao Trofense chegar ao grupo dos segundos classificados. Num jogo pobre em termos de espectáculo e muito condicionado pelo anti-jogo do Trofense no decorrer da segunda parte, destacou-se o avançado Moustapha, o único com capacidade para desequilibrar individualmente.
Ainda assim, foi o Fátima a desperdiçar a primeira oportunidade de golo, aos 12', com Nuno Sousa, no interior da grande área, a rematar ao lado, só com Alex Alves pela frente.
Volvidos 6', surgiu Moustapha a obrigar Filipe Leão a uma defesa apertada, dando o mote para o que viria a seguir. Mesmo em cima do intervalo, o avançado desviou para o fundo das redes uma bola vinda de um lançamento lateral.
Sem tempo para reagir, Diamantino Miranda lançou Rafael Costa e Moreira nos primeiros minutos da segunda parte, na tentativa de dar velocidade às transições ofensivas da equipa. Contudo, seria Varela a chegar ao golo, rematando de calcanhar uma bola perdida no interior da grande área, após um livre directo.
O Fátima reagiu e viu o poste devolver uma bola batida por Miguel Neves, na marcação de um livre direto. Já com o Trofense reduzido a 10 unidades, os ribatejanos carregaram nos últimos minutos, construindo várias situações para marcar, mas esbarraram na falta de pontaria.
O Fátima perdeu a invencibilidade no seu estádio e caiu para o 13.º lugar, com 7 pontos, enquanto o Trofense igualou o Estoril.

Um comentário:

César João disse...

Simpatizo com a equipa do Fátima.Espero e desejo que voltem ao seu normal.